Musicas Recreativas

Olá Pessoal!

Confira algumas musicas recreativas, podendo ser utilizadas nas atividades ludicas ou seja brincadeiras, gincanas e como um conteúdo pedagógico.

Tchibum! Tchibum!

Tchibum! Tchibum! Chalalalalalalala
Tchibum! Tchibum! Chalalalalalalala

Eufridia, Eufridia é uma “braboleta” azul
Eufridia, Eufridia é uma “braboleta” azul
Ela é azul e vivia assim
Mexendo as anteninhas e piscando para mim!

Mas eu amo! (se amo!)
E gosto dela assim:
De asas abertas, de asas fechadas sorrindo para mim!

Eufrélha, Eufrélha é uma “braboleta” velha
Eufrélha, Eufrélha é uma “braboleta” velha
Ela é velha e vivia assim
Mexendo as anteninhas e piscando para mim!

Mas eu amo! (Se amo!)
E gosto dela assim:
De asas abertas, de asas fechadas
sorrindo para mim!

A Coruja

Estava na floresta e vi uma coruja
De dia ela dormia
De noite ela fazia…
Tchu, Tchu, Tchu, Tchu, Tchu
Tchu, Tchu, Tchu, Tchu, Tchu…

É.. Zé…
Trabalhava na fábrica de botão
Meu patrão perguntou se estava ocupado.
E eu disse que não.

Casa Engraçada

Era uma casa muito engraçada
Não tinha teto, não tinha nada
Ninguém podia entrar nela não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi,
Porque pinico não tinha ali
Mas era feita com muito esmero
Na rua dos bobos, número zero

Serenata

Quem é que está batendo
Na portinha do seu coração (Tumtum)
Quem é que está batendo
Na portinha do seu coração
(Tumtum)

Moça,(Tchururu)abre a janela querida (Tchururu)
Que a serena que eu faço (Tchururu)
É sua e de mais ninguém
Tchururu, Tchurururu…
Tchururu, Tchurururu…

Quem é que está batendo
Na portinha do seu coração (Tumtum)
Quem é que está batendo
Na portinha do seu coração (Tumtum)

Joga,(Tchururu) em mim um balde de água fria (Tchururu)
Que é pra eu pegar pneumonia
Tchururu, Tchurururu…
Tchururu, Tchurururu…

Elefantão

Olhando sem cessar
O mundo que está lá
Um grande animal
De bicicleta vai
Ë o elefantão
Que pensa e ele tem
Uma trombinha para frente
E um rabinho para trás

O cozinheiro

O cão entrou pela cozinha e o prato ele quebrou
O cozinheiro viu, e o cão ele matou
Vieram duas galinhas e enterraram o cão
Na sua sepultura a seguinte inscrição:
“Aqui jaz o cão, que o cozinheiro matou”
Sabe porque ele fez isso?
Foi o prato que o cão quebrou

Tia em Marrocos

Fui visitar a minha Tia em Marrocos
I ó
Visitar a minha Tia em Marrocos
I ó
Visitar a minha Tia
Visitar a minha Tia
Visitar a minha Tia em Marrocos
I ó
Ipi aiá ipi ipi á, i ó
Ipi aiá ipi ipi á, i ó
Ipi aiá ipi ipi aiá ipi ipi aiá ipi ipi á
I ó
No caminho eu encontrei um camelo ondulado
No caminho eu encontrei um camelo ondulado
No caminho eu encontrei…
No caminho eu encontrei…
No caminho eu encontrei um camelo ondulado
Ipi aiá ipi ipi á, i ó, ondulado
Ipi aiá ipi ipi á, i ó, ondulado
Ipi aiá ipi ipi aiá ipi ipi aiá ipi ipi á
I ó, ondulado

Sapo na lagoa

Oh que coisa boa
A gente ver um sapo
Na beira da lagoa
Batendo com papo

Foi, foi não foi
Foi, não foi
Foi, foi não, foi

Minuê

Minuê, minuê
Me gusta la dancê
Me gusta la dancê…
La dança minuê
Minuê, minuê
Me gusta la dancê
Me gusta la dancê…
La dança minuê

Pintinho no telhado

O Pintinho em cima do telhado
Escorregou e caiu no chão
Quebrou a asa quebrou o bico
Foi pro hospital tomar injeção
Cuidado muito cuidado, seu Pintinho com o gavião

Obs: Esta pode ser aplicada com uma brincadeira, uma criança é o gavião e os outros serão os pintinhos, no termino da musica o gavião ataca os pintinhos. Os pintinhos serão salvos se estiverem deitados.

Pai Jacó

Pai Jacó é um crente
Que vem do Oriente
Do grande zalim alá
Que vende bolinhos quentes
Se ao invés de bolinhos
Vendesse pãezinhos
Ganharia dinheiro
Se viesse para cá
Lá lá lá lá lá
Lá lá lá lá lá lá lá

Talharim

Eu tenho um talharim
Um talharim
Que se mexe para lá
Que se mexe para cá
Todo picotado
Um pouco de azeite
Um pouco de sal
E dele comes tu
E sai a bailar

Merequetê

Merequetê, merequetê
Merequetengue, tengue, tengue
Merequetengue, tengue, tengue

Elefante Pendurado

Um elefante pendurado numa teia de aranha…
Mas quando viu que a teia resistiu
Foi chamar outro elefante
Dois efefantes pendurado numa teia de aranha…
Três…
Obs: Essa música pode ser elaborada com as crianças no papel do “Elefante” com integração.

Pipoca na panela

Uma pipoca na panela
Chegou mais uma pra conversar
Foi um tremendo de alvoroço
E ninguém podia mais aguentar

É um tal de Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!

É um tal de Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!
Ploploc! Ploc! Ploc!

Arram sam sam

Arram sam sam
Arram sam sam
Guli, guli, guli, guli ram sam sam

Arram sam sam
Arram sam sam
Guli, guli, guli, guli ram sam sam

Auê, auê
Guli, guli, guli, guli ram sam sam
Auê, auê
Guli, guli, guli, guli ram sam sam
Obs: Essa música é de sociabilização e executada em diversos movimentos.

Vai Limãozinho

A cobra não tem pé
A cobra não tem mão
Como é que ela sobe no pezinho de limão?
Ela sobe…
Ela desce…
Ela tem um corpo mole
Vai limaozinho!
Vai, Vai limãozinho!
Vai, Vai limãozinho!

Um mosquito

Um Mosquito picou!
(Lá no sitio!)
Um Mosquito picou!
(Lá no sitio!)
Pico, pico, pico, pico
Pico, pico, pico, pico…
(Lá no sitio!)
Pico, pico, pico, pico
Pico, pico, pico, pico…

Dona Melancia

Dona Melancia gorda! gorda!
Dona Melancia gorda! gorda!
E queria ser a dona do mundo
E queria ser a dona do mundo
Para mundo conquistar…
Para mundo conquistar…
Começou a pular
Começou a pular
Dona Melancia gorda! gorda!
Dona Melancia gorda! gorda!
E queria ser a dona do mundo
E queria ser a dona do mundo
Começou a nadar
Começou a nadar…

 

Tio de Paris

Quando me tio
Chegou de Paris
Trouxe pra mim…
Pincel
Quando me tio
Chegou de Paris
Trouxe pra mim…
Uma tesoura
Quando me tio
Chegou de Paris
Trouxe pra mim…
Pula-Pula
Quando me tio
Chegou de Paris
Trouxe pra mim…
Um lindo leque
Obs: Conforme for acrescentar os objetos na música é feito os movimentos.

Tomatinho Vermelho

Tomatinho vermelho
Pela estrada rolou
Um grande caminhão veio
E o tomatinho esmagou

Coitado do tomatinho
Pobre do tomatinho
Tomatinho vermelhooooooooooooo!

Catchup virou, catchup virou
Catchup virou, catchup virou

Dança do Chep-Chep

Eu fui pra Nova York visitar a minha avó
(Eu fui pra Nova York visitar a minha avó)
E ela me ensinou a Dança do Chep- Chep
(E ela me ensinou a Dança do Chep -Chep)
Dança do Chep-Chep, Dança do Chep-Chep, Dança do Chep-Chep Auê!!!

Galo Doidão

Por que o Galo canta?
Por que ele quer cantar!
Por que a Galinha canta?
Por que ela quer cantar!!
Por que o Galo come pão??
Ão!, ão!
Dança do Galo Doidão
Dança do Galo Doidão
Dança do Galo Doidão…

A Velha a fiar

Estava a velha em seu lugar, veio a mosca lhe fazer mal, a mosca na velha e a velha a fiar.

Estava a mosca no seu lugar, veio a aranha lhe fazer mal, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar.

Estava a aranha em seu lugar, veio o rato lhe fazer mal. O rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o rato em seu lugar, veio o gato lhe fazer mal. O gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o gato em seu lugar, veio o cachorro lhe fazer mal. O cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o cachorro em seu lugar, veio o pau lhe fazer mal. O pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o pau em seu lugar, veio o fogo lhe fazer mal. O fogo no pau, o pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o fogo em seu lugar, veio a água lhe fazer mal. A água no fogo, fogo no pau, o pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava a água em seu lugar, veio o boi lhe fazer mal. O boi na água, a água no fogo, o fogo no pau, o pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava a água em seu lugar, veio o homem lhe fazer mal. O homem na água no fogo, fogo no pau, o pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Estava o homem em seu lugar, veio a mulher lhe fazer mal. A mulher no homem, o homem na água, a água no fogo, o fogo no pau, o pau no cachorro, o cachorro no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na velha e a velha a fiar!

Rock Pop

Eu danço Rock Pop
Eu danço Rock Pop
Eu danço Rock Pop
Rock Pop que legal!

Eu ponho a mão direita dentro,
Eu ponho a mão direita fora,
Eu ponho a mão direita dentro,
E balanço assim agora!

Eu danço Rock Pop
Eu danço Rock Pop
Eu danço Rock Pop
Rock Pop que legal!

O Pato
(Vinicius de Moraes)

Lá vem o pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o pato
Para ver o que é que há

O pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo
Comeu um pedaço
De genipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

A dona aranha

A dona aranha subiu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou

Já passou a chuva
E o sol já vai surgindo
E a dona aranha
Continua a subir

Ela é teimosa e desobediente
Sobe, sobe, sobe e nunca está contente

A dona aranha subiu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou

Já passou a chuva
E o sol já vai surgindo
E a dona aranha
Continua a subir

Ela é teimosa e desobediente
Sobe, sobe, sobe e nunca está contente

Presta atenção
a dona aranha vai descer…
Olha ela aí

A dona aranha desceu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou

Já passou a chuva
E o sol já vai surgindo
E a dona aranha
Continua a descer

Ela é teimosa e desobediente
Desce, desce, desce e nunca está contente